Please assign a menu to the primary menu location under menu

Ibovespa recua e se afasta dos 100 mil pontos

O Ibovespa, principal índice da B3, recua nesta quinta-feira, 17, em linha com o cenário externo negativo, após o discurso pessimista do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, e dados piores que o esperado sobre o mercado de trabalho americano.  Às 13h03, o Ibovespa caía 0,48% para 99.196 pontos.

Fed

Embora tenha sinalizado que os juros americanos permanecerão próximos de 0% ao ano até 2023, os investidores seguem repercutindo negativamente o discurso de Powell, que alertou sobre riscos à economia e não anunciou novas medidas de estímulos, que eram esperadas pelo mercado. “Esses fatores geram um certo clima de frustração entre os investidores”, afirmam analistas da Exame Research.

No radar dos investidores também estão as decisões dos bancos centrais do Japão e Reino Unido, que também mantiveram os juros inalterados, como já era esperado. Por aqui, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve a taxa de juros Selic em 2%, interrompendo o ciclo de cortes.

Dados econômicos

Os dados semanais de pedidos de seguro desemprego, divulgado nesta manhã, voltaram a decepcionar os investidores ao ficar abaixo do esperado pela segunda vez seguida. Foram registrados 860.000 pedidos contra as projeções de 850.000. Ainda assim, este foi o menor número desde que os impactos econômicos da pandemia atingiram o mercado de trabalho americano, em meados de março. Esta também foi a terceira vez consecutiva que os pedidos semanais ficam abaixo de 1 milhão.

Além dos pedidos de seguro desemprego, pela manhã, foi divulgado os dados americanos de licenças de construção de agosto, que também ficaram abaixo das expectativas, em 1,470 milhão ante 1,520 milhão esperados. Em relação ao mês anterior, houve queda de 0,9%. Nos Estados Unidos, o índice S&P 500 recua 0,9% e o Nasdaq, 1,5%.

Ações

Na bolsa, as ações da Ambev lideram as altas do Ibovespa, subindo quase 5%, apesar do clima negativo no mercado. No radar dos investidores, está o aumento expressivo de vendas de distribuidoras Ambev, revelado pela Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição (Confenar) em entrevista ao Valor. Na vice-liderança do índice estão os papéis da Usiminas, que avançam 2,2%, após recomendação do Credit Suisse.

Na ponta negativa estão as ações da Yduqs, que caem 3%. No início da semana, seus papéis dispararam, após a companhia afirmar que pretende entrar na disputa com a Ser pelos ativos da Laureate Brasil. As ações da Magazine Luiza também figura entre as maiores quedas, em baixa de 1,7%, mesmo após o ministro das Comunicações, Fabio Faria, afirmar que ela é uma das cinco empresas interessadas na compra dos Correios. A Amazon, uma das maiores ameaças ao varejo digital brasileiro, também estaria na briga, segundo Faria.

Estreia Plano & Plano

As ações da incorporadora Plano & Plano abriram em alta de pouco mais de 4% em seu primeiro dia de negociação na B3, mas reduziu o movimento para 1,6% de valorização. Em IPO, o preço do ativo saiu abaixo da faixa indicativa em IPO.