Please assign a menu to the primary menu location under menu

Serviços públicos têm aumento em mais de 100% em atendimento online durante pandemia

Algo inevitável durante a pandemia foi a modificação de processos burocráticos. Devido ao isolamento social, necessário para barrar o avanço da Covid-19, os portais de serviços públicos receberam muito mais demanda de atendimento online. Isso fez com que os sistemas de armazenamento em nuvem, segurança e gerenciamento de dados também precisasse aumentar para suprir a necessidade. 

Segundo a IPM Sistemas, empresa responsável por criar soluções em GRP (Softwares de Gestão Pública), foram registrados aumento de 307% em novos processos digitais nos primeiros oito meses de 2020. Esse valor é comparado ao mesmo período (entre janeiro e agosto) do ano anterior, 2019. Esse índice está considerando apenas processos abertos exclusivamente pelo Portal do Cidadão ou Autoatendimento ou App.

Em geral, as maiores buscas pelos serviços online foram relacionadas às situações do cotidiano. A Cetic.br (Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação), juntamente com o CGI.br (Comitê Gestor da Internet no Brasil), mapeou os principais serviços públicos buscados pelos brasileiros. Segundo os dados levantados, os serviços públicos on-line mais buscados ou realizados desde o início da pandemia foram aqueles relacionados ao direito do trabalhador ou previdência social (72%), documentos pessoais (46%), saúde pública (45%) e educação pública (37%). 

Esses dados ainda mostraram uma resolução de burocracias feitas unicamente de forma remota, sem precisar ir até um ambiente público. O gráfico acima considera as ações feitas nos meses onde a pandemia atingiu o Brasil de forma mais direta. 

“A digitalização dos serviços públicos é uma tendência sem volta. O essencial para atender essa demanda crescente é garantir tecnologia e suporte de maneira interrupta aos portais de serviços à população mesmo com tráfego intenso e, em paralelo, oferecer novas soluções, como o teleatendimento, que desenvolvemos durante a pandemia para humanizar ainda mais o relacionamento cidadão-servidor”, disse Aldo Mees, presidente da IPM Sistemas

Muitos dos serviços online já estavam disponíveis para o público, mas a pandemia fez com que houvesse um crescimento significativo dos usuários. Várias funções burocráticas como emissão de documentos, preenchimento e envio de formulários, pagamentos de taxas e impostos aumentaram durante o isolamento social.

A IPM Sistemas entende que os dados estão mostrando que a pandemia está fazendo um processo de “desburocratização”. O uso de novas tecnologias tem diversos benefícios, como a praticidade de atendimento, que pode ser feito em qualquer lugar com acesso à internet; aumentar o controle da gestão; reduzir o tempo de espera; entre outros fatores. 

Outro dado revelado pela IPM Sistemas é de que a quantidade de documentos digitalizados e armazenados em nuvem nas prefeituras – que são clientes da empresa – mais do que dobrou durante os últimos oito meses. O incremento total foi de 138%.