Please assign a menu to the primary menu location under menu

Atendimentos do Sebrae Paraíba aumentaram 28% em 2020

Mesmo sendo um ano atípico devido à pandemia do coronavírus e às crises provocadas por ela, em 2020 o Sebrae Paraíba registrou aumento no número de atendimentos feitos em relação ao ano anterior. Com um total de 214.479 atendimentos, o crescimento em comparação ao período imediatamente anterior foi de 28%, quando foram realizados 167.190 atendimentos. No tocante ao formato do atendimento, os dados da instituição apontam que 67,5% foram feitos à distância, enquanto 32,5% foram presenciais.

De acordo com o levantamento feito pelo Sebrae Paraíba, considerando os temas mais abordados durante os atendimentos, destacaram-se, em 2020, empreendedorismo (24%), inovação (18%), mercado e vendas (12%), multitemático (6%) e finanças (5%). Planejamento, organização e cooperação também foram assuntos tratados nos atendimentos feitos pela instituição no ano passado. Além disso, os principais instrumentos usados para a efetuação dos atendimentos em 2020 foram palestra (36,36%), orientação (35,54%), curso (9,53%), consultoria (8,6%) e oficina (7,7%), dentre outros.

Ao todo, em 2020, foram atendidos 33.578 donos de pequenos negócios, uma variação de 8% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando 31.126 empreendedores foram atendidos pelo Sebrae. Dos 33.578 pequenos negócios atendidos em 2020, 22.190 foram microempreendedores individuais (MEIs), 9.194 microempresas (ME) e 2.194 empresas de pequeno porte (EPP). Ainda, os pequenos negócios mais atendidos foram do setor do comércio (49,9%), seguidos dos empreendedores ligados aos serviços (33,8%), indústria (13,7%) e agronegócio (2,6%).

Para o analista técnico do Sebrae Paraíba, Ferdinando Felix, os atendimentos registraram aumento em 2020 porque, mesmo diante de um cenário desafiador, no qual as empresas tiveram de se reinventar, o Sebrae se manteve como fonte de orientação e novas oportunidades para os empreendedores. Além disso, a própria instituição se reinventou, de forma a levar informação, conhecimento e qualificação para que os donos dos pequenos negócios pudessem se manter no mercado, já bastante competitivo por si só.

“As micro e pequenas empresas tiveram grandes desafios em 2020 e, para enfrentá-los, foram obrigadas a se reinventar, criar novos produtos e serviços, bem como melhorar os produtos que já existiam e serviços que ofereciam. Neste sentido, o Sebrae vem de encontro a essas necessidades, orientando, levando informação e consultoria, o que faz com que essas empresas possam alcançar resultados melhores diante deste cenário que se mostrou muito desafiador”, avaliou.