Programa do Banco do Nordeste reúne experiências para desenvolver avicultura caipira

A criação de galinhas caipiras, uma das atividades mais tradicionais no sertão nordestino, entrou no foco do Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste (Prodeter). A iniciativa aposta no fortalecimento de diversas cadeias produtivas na área de atuação do banco de desenvolvimento, que, além do Nordeste, compreende o Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo. O tema foi tratado em uma live pública nesta quinta-feira, 25.

No Território da Borborema, os participantes acompanharam o relato sobre a criação de aves caipiras pela Cooperativa Paraibana de Avicultura e Agricultura Familiar (Copaf), que reúne 180 cooperados. A Copaf abastece redes de supermercados, com vendas nos estados da Paraíba e Pernambuco. O diferencial na criação das aves é que, além de utilizarem o espaço de galpões, os animais passam a maior parte fora do galpão com pastagem nativa, para que possam ter uma alimentação mais perto da natural e com qualidade de vida por estarem nos campos.

A avaliação da agente de desenvolvimento pelo Banco do Nordeste no território da Borborema, Patrícia Neves, é de que o encontro serviu para destacar as boas práticas e orientar os produtores. “O encontro virtual serviu para ampliar essa troca de experiências entre os territórios para que possamos crescer mais na atividade de avicultura caipira. As apresentações serão disponibilizadas a todos os avicultores do Prodeter da avicultura da Borborema”, explicou.

Quatro estados incluíram a avicultura caipira entre as atividades priorizadas pelo Prodeter. O programa foi estruturado em territórios. Produtores rurais da Borborema, na Paraíba; Cocais, no Maranhão; Portal do Sertão, na Bahia; e Trairi, no Rio Grande do Norte assistiram à reunião virtual.

A live “Avicultura Caipira: perspectivas para os produtores rurais”, foi transmitida pela sala meet.google.com/bih-kben-sbw, com as explanações de Fernando Melo, do Sebrae-RN; Kaellyne Alencar, da Cooperativa Paraíbana de Avicultura e Agricultura Familiar – Copaf; e Irrailson Ferreira, do Banco do Nordeste. Eles abordaram, respectivamente, sobre empreendedorismo, comercialização e financiamento da atividade.