Empréstimos para a abertura de novos negócios crescem 37% no primeiro semestre de 2021

foto: Marcelo Casal Jr

Empreender continua sendo uma das soluções criadas pelos brasileiros para driblar os constantes recordes no índice de desemprego no país. Segundo um levantamento da Lendico, fintech especializada em empréstimos pessoais online, as solicitações de crédito para abrir um novo negócio subiram 37% no primeiro semestre deste ano frente o mesmo período de 2020.

Na comparação com o segundo semestre de 2020, o crescimento de solicitações de empréstimos para a abertura de empreendimentos também foi expressivo, registrando elevação de 30%. No entanto, apesar da tendência de crescimento observada, a categoria teve uma retração de 6% em junho de 2021, quando comparada ao mês anterior.

Entre os estados que mais solicitam crédito para novos negócios, os cinco primeiros estão respectivamente no Nordeste – Piauí, Maranhão, Ceará, Paraíba e Sergipe. Do outro lado, a região Sul apresenta o menor número de requisições puxadas pela abertura de empresas.

Motivos mais citados

Apesar do crescimento nos pedidos para novos negócios, o pagamento de dívidas continua sendo a principal causa dos empréstimos solicitados, representando 35% dos pedidos registrados no primeiro semestre deste ano. Na sequência, aparecem as requisições para novos negócios (21%), seguido pelas solicitações para investir na empresa (13%) e gastos com a casa (11%).