Veja dicas para evitar cair em golpes de fatura de plano de saúde on-line

Emitir boletos no site oficial da empresa, checar se os nomes estão corretos no documento, não clicar em links suspeitos, desconfiar de comunicações que pedem dados confidenciais. Essas são atitudes simples, mas que podem evitar golpes virtuais na utilização de serviços on-line, indispensáveis na vida de boa parte da população.

Os fraudadores utilizam diversas técnicas para tentar tirar proveito dos usuários de serviços on-line. Uma das principais fraudes é a que simula um boleto de cobrança. Maior operadora de planos de saúde da Paraíba, com uma carteira de mais de 150 mil clientes, a Unimed JP alerta que não envia boletos pelo WhatsApp e nem pede informações do cliente para preenchimento de dados.

“Ao receber qualquer boleto, o cliente deve verificar informações como o CNPJ da empresa, o código de barras e o valor. Caso use o ‘Internet Banking’, é preciso identificar se o nome do beneficiário é o da Unimed João Pessoa”, orienta o coordenador de faturamento da Unimed João Pessoa, Edinaldo Rocha.
 
Outra forma de se proteger e garantir os pagamentos de forma correta é aderir aos métodos de débito automático em conta corrente ou Débito Direto Autorizado (DDA). Ambos são oferecidos pela Unimed João Pessoa, que vem realizando campanhas, regularmente, para orientar os beneficiários e evitar que caiam no “golpe do falso boleto”.
 
Saiba como identificar um boleto real:
 
1 – Verifique o código de barras: Em um boleto verdadeiro, os números do código de barras aparecem exatamente iguais nas partes superior e inferior. Os três primeiros dígitos da sequência (341) correspondem ao código do Banco Itaú, em que o boleto foi emitido. Caso o código não seja o mesmo do banco informado no boleto, pode ser uma fraude.
 
2 – Confira a fonte de emissão do boleto: Sempre certifique-se de que a origem do boleto é confiável. Muitos golpistas enviam boletos falsos por e-mail, SMS ou WhatsApp. Para prevenir, emita o boleto no site oficial da empresa (no caso da Unimed JP, www.unimedjp.com.br/cliente). Caso receba um boleto por e-mail, veja se ele foi mesmo enviado pela operadora.
 
3 – Atenção aos dados do boleto: Verifique se constam informações, como data de vencimento da fatura, CNPJ e o nome do favorecido. É possível conferir se o CNPJ informado é o mesmo da empresa que deve fazer o pagamento com uma pesquisa rápida no site da Receita Federal. O da Unimed JP é 08.680.639/0001-77.
 
4 – Observe o valor da cobrança: O valor do boleto aparece no fim do código de barras e no espaço “valor do documento”. Caso os valores não sejam iguais, desconfie. Outro sinal de alerta é constar um valor diferente, sem justificativa, em uma cobrança que costuma ter um custo fixo.
 
5 – Verifique os dados do favorecido: Preste atenção ao nome do emissor descrito no boleto bancário. A empresa pode usar seu nome fantasia ou Razão Social. No caso da Unimed JP, é utilizada a Razão Social “Unimed João Pessoa Cooperativa de Trabalho Médico”. Caso o nome seja desconhecido, pesquise no site da empresa ou faça uma busca na internet para se certificar. Se não identificar o emissor, não efetue o pagamento e emita uma nova fatura no site da empresa.
 
6 – Confirme o favorecido na tela de pagamento: Em boletos corretos, deve constar o nome e o CNPJ da Unimed João Pessoa (08.680.639/0001-77). Em faturas falsas, esse campo pode ser alterado no momento do pagamento.