Linguagem
Segurança

Unimed João Pessoa orienta clientes sobre como identificar golpe do falso boleto

Segundo pesquisa, mais de 60 milhões de brasileiros já sofreram algum tipo de fraude financeira na internet

Foto: divulgação
Mais de 60 milhões de brasileiros já sofreram algum tipo de fraude financeira na internet, de acordo com pesquisa recente do Instituto Locomotiva para a Serasa Experian. Para proteger os clientes de fraudes cibernéticas, principalmente o golpe do falso boleto, a Unimed João Pessoa vem intensificando as orientações de como identificar comunicações falsas.

O principal meio para chegar até os beneficiários tem sido a própria internet, através do envio de material por e-mail com instruções de segurança e a intensificação de posts com orientações nos perfis da cooperativa nas redes sociais. A Unimed JP também tem utilizado SMS, com links que direcionam para o portal corporativo (www.unimedjp.com.br); e lembretes no boleto físico, para os clientes que ainda fazem o pagamento do plano de saúde dessa forma.

A finalidade é sempre alertar para que, cada vez mais, estejam atentos ao pagar boletos e consigam identificar comunicações suspeitas. “Outra orientação que nós passamos é que a Unimed JP não envia boletos pelo WhatsApp. É imprescindível que o cliente verifique as informações contidas nos documentos para evitar esse tipo de golpe”, reforça Edinaldo Rocha, coordenador de faturamento da Unimed JP.

Ele destaca que existem formas seguras e eficazes para se proteger de golpes e garantir que o pagamento seja sempre realizado de forma correta. O débito automático em conta corrente e o Débito Direto Autorizado (DDA) são duas alternativas oferecidas pelo plano de saúde.

Fique atento - Confira seis orientações da Unimed João Pessoa para identificar se um boleto é verdadeiro:

1 – Verifique o código de barras: Em um boleto verdadeiro, os números do código de barras aparecem exatamente iguais nas partes superior e inferior. Os três primeiros dígitos da sequência (341) correspondem ao código do Banco Itaú, em que o boleto foi emitido. Caso o código não seja o mesmo do banco informado no boleto, pode ser uma fraude.

2 – Confira a fonte de emissão do boleto: Sempre se certifique de que a origem do boleto é confiável. Muitos golpistas enviam boletos falsos por e-mail, SMS ou WhatsApp. Para prevenir, emita o boleto no site oficial da empresa (www.unimedjp.com.br/cliente). Caso receba um boleto por e-mail, certifique-se de que ele foi mesmo enviado pela Unimed João Pessoa. 

3 – Atenção aos dados do boleto: Verifique se constam informações, como data de vencimento da fatura, CNPJ e o nome do favorecido. É possível conferir se o CNPJ informado é o mesmo da empresa que deve fazer o pagamento com uma pesquisa rápida no site da Receita Federal. 

4 – Observe o valor da cobrança: O valor do boleto aparece no fim do código de barras e no espaço “valor do documento”. Caso os valores não sejam iguais, desconfie. Outro sinal de alerta é constar um valor diferente, sem justificativa, em uma cobrança que costuma ter um custo fixo. 

5 – Verifique os dados do favorecido: Preste atenção ao nome do emissor descrito no boleto bancário. A empresa pode usar seu nome fantasia ou Razão Social. No caso da Unimed JP, é utilizada a Razão Social “Unimed João Pessoa Cooperativa de Trabalho Médico”. Caso o nome seja desconhecido, pesquise no site da empresa ou faça uma busca na internet para se certificar. Se não identificar o emissor, não efetue o pagamento e emita uma nova fatura no site da empresa. 

6 – Confirme o favorecido na tela de pagamento: Em boletos corretos, deve constar o nome e o CNPJ da Unimed João Pessoa (08.680.639/0001-77). Em faturas falsas, esse campo pode ser alterado no momento do pagamento.




assessoria