Linguagem
Dicas

Especialistas orientam sobre como montar ou reformar a varanda em casa ou apartamento

Designers da Casa Brasileira João Pessoa explicam estilos e cuidados na escolha dos móveis ao projetar o ambiente

Foto: divulgação
Por conta da pandemia, muita gente precisou criar ou reformar algum ambiente em casa para se adaptar ao isolamento social, de acordo com as novas necessidades dos momentos de trabalho e em família. Um espaço de lazer que se destacou neste período foi a varanda, um ambiente para viver momentos descontraídos, que une lazer, refeições e outras experiências entre a família. Para se ter uma ideia, a busca por  imóveis com varanda cresceu 128%, se compararmos maio deste ano com o mesmo período do ano passado. Segundo pesquisa da plataforma Imovelweb, que abrange todo o Brasil, imóveis com mais espaço e com áreas externas têm despertado o interesse de muitas famílias que buscam mais qualidade de vida.

Embora o crescimento da procura por esses tipos de imóveis seja resultado de uma tendência que já havia sido percebida, as designers de interiores da Casa Brasileira João Pessoa, empresa especializada em móveis planejados, Tatiana Barbosa e Caliane Almeida, acreditam que a valorização das varandas aumentou com a pandemia.  “Os espaços que eram utilizados poucas vezes se transformaram em ambientes de convívio, e a varanda é um exemplo real disso. Nesse local, as famílias podem fazer diversas programações para sair da rotina. Por isso, se tornou um dos espaços preferidos para desfrutar momentos em família. Houve uma ressignificação deste ambiente”, conta Caliane.

Prova disso, segundo ela, é que a procura por projetos para esse espaço cresceu e até se tornou prioridade para muitos clientes. Área para bancada, churrasqueira, adega, jogos, espreguiçadeiras, mesas e lounges com sofás foram algumas das demandas recebidas pela Casa Brasileira desde o início da pandemia. No entanto, cada ambiente deve ser cuidadosamente projetado para que os espaços sejam melhor aproveitados e que, ao mesmo tempo, sejam de agrado de todos que vão desfruta-los. "É importante estar atento, pois as varandas abertas têm uma forte incidência do sol e chuva. Por isso, é preciso escolher mobiliários que sejam resistentes a essas intempéries, como as madeiras ipê e jatobá, tecidos impermeáveis e resistentes aos raios UVA e UVB, além de materiais em fibras sintéticas e cordas náuticas”, detalha a Caliane. Outro ponto de atenção deve ser também a  especificação dos revestimentos empregados para paredes e pisos, para agregar resistência, funcionalidade, além de combinar com a proposta de decoração.

Senso de harmonia - Para a paleta de cores e texturas, a regra é a mesma: ser prático, funcional e agradável. Os mobiliários e revestimentos devem seguir a personalidade da casa, mas antes de tudo,  é preciso avaliar como a varanda será usada pelos moradores. Algumas questões como qual tamanho do ambiente, se há muita incidência de luz natural e chuva, se haverá plantas e qual tipo delas e, claro, se a limpeza será fácil, deverão ser levadas em conta na hora de verificar o projeto. “Cada proposta deve ser estudada de acordo com o que a família deseja e é essencial realizá-la de forma cautelosa e estar atento com as particularidades de um espaço externo”, comenta Tatiana.

A designer ainda orienta: "Em espaços com dimensões maiores, é possível ter um projeto mais minimalista e com amplos espaços dedicados à circulação entre os móveis. Em varandas mais compactas, o ideal é saber qual a prioridade do uso do espaço, que podem ser compostos por sofá, poltronas, puffs ou mesas e cadeiras”, explica Tatiana. 

Para conhecer a Casa Brasileira em João Pessoa, a loja fica na Avenida Edson Ramalho, 44, em Manaíra. Para mais informações, os telefones são (83) 3507-2822 e (83) 99182-0069. O perfil no instagram é @casabrasileira.joaopessoa . O site é https://www.casabrasileiraparaiba.com.




assessoria